Na Mídia

19/12/2015


Maior competição escolar do sul do país, o Bom de Bola utilizou a tecnologia para realizar as inscrições dos alunos-atletas que participaram do projeto em 2015. O que antes demandava papel, caneta, envio de formulários pelos Correios e tempo – de professores e da organização – ficou muito mais fácil com a criação e a disponibilização da plataforma on-line na qual, em minutos, o professor registra toda a equipe. Os investimentos foram feitos pelo Instituto Parati com apoio da Parati Alimentos, que há 20 anos investe na educação por meio do esporte.

O sistema de inscrições on-line otimizou em 100% o processo de inscrição e tornou a emissão das súmulas mais eficiente. “Antes tínhamos de esperar a documentação chegar para depois digitalizar os nomes dos jogadores para, só então, fazer as súmulas. Agora podemos gera-las segundos após o término das inscrições”, explica Tatiane Gonzaga, diretora de Tecnologia da Alquimidia Corp, empresa que desenvolveu o software.

O uso da tecnologia foi aprovado pelos professores, porque possibilitou a inscrição sem burocracias e viabilizou, inclusive, a atualização dos nomes dos participantes. “Neste ano tivemos 183 equipes de 136 cidades inscritas no Rio Grande do Sul e todas elas utilizaram a plataforma. Posso assegurar que o programa foi muito bem aceito e nos proporcionou evolução e ganho de eficiência”, ressalta Gelson Della Méa, coordenador técnico do projeto no Rio Grande do Sul.

Para Luiz Carlos Fraga, coordenador do Bom de Bola no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e no Paraná, este sistema foi um facilitador e ao mesmo tempo trouxe a modernidade ao projeto. “Nossos meninos estão conectados, on-line o tempo todo, e esta plataforma só aproxima ainda mais a nossa competição escolar destes adolescentes e professores. Ela chegou para ficar e daqui para frente só irá melhorar”, explica.