Por Onde Anda?: conheça a história da ex-jogadora Lorena Fleck

14/10/2016

Aos 21 anos, a gaúcha de Taquaras Lorena Fleck é uma educadora boa de bola. Entre 2007 e 2009, ela representou a Escola Municipal de Ensino Fundamental Getúlio Dornelles Vargas, de Parobé, vencendo a etapa municipal nas três oportunidades e ficando em terceiro na fase regional no último ano. Mesmo que não tenha conquistado o título estadual, Lorena conquistou amigos e relembra com saudade os tempos de competição no Bom de Bola. “Este projeto é maravilhoso, só me trás lembranças boas”, diz. “Ainda tenho contato com algumas meninas. Inclusive ainda jogo futebol com uma delas toda a semana”, conta.

Dos campos do Bom de Bola também veio o gosto pelo ambiente escolar animado. “Acredito que o projeto tenha influenciado na minha escolha profissional. Estar no ambiente escolar descontraído é muito bom! E ainda sonho em poder acompanhar de perto essa alegria no rosto dos meus alunos”, garante.

Lorena relembra que sempre jogava futebol na escola e o seu sonho era ser jogadora profissional. Ela participava dos jogos internos e outros projetos de futebol, mas disputar o Bom de Bola gerava um sentimento mais forte. “Lembro da ansiedade do dia anterior, de mal conseguir dormir com a expectativa, as colegas de quarto no alojamento, a viagem de ônibus que sempre era uma folia. Na hora de entrar em campo o coração sempre batia mais forte”, relembra.

Apesar de não ter mais contato direto com o projeto, Lorena ainda acompanha o desempenho das garotas da EMEF Getúlio Dornelles Vargas, que acabaram de vencer a etapa regional de Parobé e se classificaram para a fase final, que acontece no dia 11 de novembro em Passo Fundo. “Acompanho as meninas da minha escola pelas redes sociais e sei que cada ano que passa elas estão melhores e ganhando mais títulos”, elogia.

Para o futuro, Lorena planeja trabalhar com o ensino fundamental e poder participar mais de perto da preparação dos seus alunos no Bom de Bola. Para os que entram em campo neste ano, ela deixa um recado: “Aproveitem ao máximo assim como eu aproveitei! Deem valor para as amizades. Façam sempre o melhor e nunca esqueçam esses momentos para no futuro poder olhar pra trás com um grande sorriso no rosto”, finaliza.

Por onde anda?

Se você participou de alguma edição do Bom de Bola, seja no Paraná, Santa Catarina ou Rio Grande do Sul, e guarda boas lembranças dos momentos vividos dentro e fora de campo representando sua cidade, entre em contato através do link https://goo.gl/forms/14Lo0WMbqlMZnax13 e compartilhe estas histórias com a gente. Teremos o prazer de ler e levar sua história aos nossos leitores e seguidores.