Educadora física lembra do “friozinho na barriga” durante os jogos

01/08/2017
Gislaine Amaral Nienov, 27 anos, é atualmente formada em Educação Física e guarda boas recordações do tempo que jogou o Bom de Bola, há quase 15 anos. Em 2003, ela vestiu a camisa da Escola Fernando Viegas de Amorim, de Biguaçu, na Grande Florianópolis. Gislaine enxerga a competição como uma época que não volta mais, mas que tem um lugar muito especial na sua memória.
 
“Tenho muitas lembranças das amizades feitas no campo, da ansiedade de querer jogar, aquele friozinho na barriga, dos treinamentos que antecediam o início da competição e dos bons momentos que passei com o meu time”, recorda.

O Bom de Bola deixou uma marca na vida de Gislaine que a partir dali se aproximou da Educação Física. Ela se formou pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali) e atualmente é também técnica em Anatomia Humana pela mesma universidade.​